Descrição
Com apenas alguns cliques, você pode arquivar sua coleção de videocassette em DVD/CD. Ou criar seus próprios filmes de DVD/CD, VCR, da TV, do DVD player, e de mais!
Se você é um novato ou um profissional, o Honestech VHS a DVD 3.0 é sua melhor escolha para preservar seus videos caseiros insubstituíveis. O Honestech VHS a DVD 3.0 fornece tudo que você necessita, transferi fàcilmente seus videos caseiros em VCD, ou filmes em SVCD ou de DVD. Honestech VHS a DVD 3.0 fornece ferramentas para editar rapidamente e fàcilmente produzir os arquivos video. Honestech VHS a DVD 3.0 oferece as características originais que permitem que a produção de filmes de DVD/CD seja uma experiência agradável… você pode converter seus videos caseiros ou filmes de DVD/CD com apenas alguns cliques!

Tamanho.: 24MB
Idioma: Inglês
Servidor: Easyshare

DOWNLOAD



Ler Mais

Medicina Alternativa de A a Z


Medicina Alternativa de A a Z traz mais de 1500 receitas para todo tipo de problema: acne, falta de apetite, dor de garganta, enxaqueca, febre e gripe estão entre algumas das 250 enfermidades que, com esse livro, você poderá tratar de forma natural usando a medicina alternativa.
As doenças vão das mais simples às mais graves.Um bom exemplo é a bronquite. O livro mostra que essas pessoas com este problema podem ser tratadas por legumes e frutas comuns, com receitas com beterraba, couve, abacaxi ou mamão, além de indicar um comportamento saudável que a pessoa pode adotar, frequentando saunas com essência de eucalipto, que ajudam a desobstruir as vias respiratórias.


Informações
Servidor
: Easyshare/RapidShare
Tamanho: 3,7 MB
Idioma:Português
Formato:Zip



RAPIDSHARE:


EASY-SHARE:
Ler Mais

Revista Veja

» Dados do Ebook
Nome do livro: Revista Veja
Nome do Autor: Revista Veja
Gênero: Atualidades
Ano de Lançamento: 2009
Editora: Abril

» Sinopse
Brasil
Política
A crise afeta a popularidade de Lula
Caso Daslu Sonegação deve ser punida de forma exemplar
Desenvolvimento Um novo índice para medir a qualidade de vida dos estados
Corrupção Paulo Maluf: o ciclo de desvio de verbas públicas desvendado
Partidos
As doações milionárias das empreiteiras

Economia
Crise
A cúpula do G-20 tenta salvar o mundo da recessão
O que virá depois do dólar

Geral
Gente
Esporte
Ross Brawn faz a diferença
Negócios A produção de ovos de Páscoa é recorde no Brasil
Cigarro Com mais impostos e restrições, aumenta o cerco aos fumantes
Maílson da Nóbrega
Medicina A revolução dos transplantes
Autorretrato Maylan Studart

Guia
Leite
Escolha o produto adequado às suas necessidades e ao seu paladar
A lactose oculta nos alimentos
A gordura nos queijos
O consumo adequado de leite em cada idade

Artes e Espetáculos
Cinema
Katyn, a nova produção do cineasta polonês Andrzej Wajda
Arte As vanguardas russas numa mostra em Brasília
Música Pete Best, o beatle esquecido
Diogo Mainardi
Livros
Frenesi Polissilábico, de Nick Hornby
Televisão
J.J. Abrams, o criador das séries Lost e Fringe
VEJA Recomenda
Os livros mais vendidos
Roberto Pompeu de Toledo


»Informações
Nº de páginas: 140
Tamanho: 38 MB
Formato: pdf

Download: Easy-Share | Megaupload

Ler Mais
Descrição:

Jesus, o Maior Psicólogo que já Existiu faz uma abordagem original da relação entre ciência e religião, ligando os principais ensinamentos de Jesus às descobertas recentes da psicologia. Com base em sua experiência como terapeuta e no seu profundo conhecimento da Bíblia, Mark Baker demonstra por que a mensagem de Cristo é perfeitamente compatível com os princípios da psicologia: ela contém a chave da saúde emocional, do bem-estar e do crescimento pessoal. Em uma linguagem simples e cativante, ele mostra que, seja qual for a nossa crença religiosa ou filosofia de vida, todos podemos nos beneficiar da sabedoria daquele que, como diz o autor, foi o maior psicólogo de todos os tempos. Organizado em dezenas de lições concisas, este livro é uma coleção de valiosos exemplos práticos sobre como essa sabedoria comprovada pelo tempo pode nos ajudar a resolver os problemas do cotidiano, a repensar atitudes e a praticar o perdão, a solidariedade e a lealdade, valorizando nossas vidas e nossos relacionamentos com mais amizade e amor.

Informações:


Gênero: Ensinamentos
Tamanho: 1 MB
Nº de Páginas: 191
Formato: rar
Idioma: Português




RAPIDSHARE:


EASY-SHARE:

Ler Mais

Super Interessante


» Dados do Ebook

Nome do livro: Super Interessante
Nome do Autor: Super Interessante
Gênero: Curiosidades
Ano de Lançamento: 2009
Editora: Abril
» Sinopse
CAPA
Desmemoriados
É bom não se recordar de tudo. Entenda por que precisamos esquecer para lembrar

Passado falso
Boa parte das suas memórias nunca aconteceu

O futuro da memória
Os remédios que farão você se lembrar de tudo

O cérebro tem a força
Cabe muito mais coisa na sua cabeça do que você imagina

SUPERPAPO
Fique estressado. Um neurocientista americano jura que faz bem

GENTE
Escravos de Jobs
Autoritário, pentelho e compulsivo. Steve Jobs talvez seja o maior visionário do mundo. Mas é também o pior chefe que você poderia ter

CIÊNCIA
De volta para o futuro
Viajar no tempo é possível. Mas sem mudar o passado - nem o futuro

SAÚDE
É menino ou menina?
O que fazer com crianças que acreditam ser do sexo oposto?

ZOOM
Campeões do mundo
Conheça o fotógrafo que viajou o planeta registrando peladas (de futebol)

ESSENCIAL
A economia precisa de crises para viver. Entenda por quê

SUPERNOVAS
Os minérios estão em extinção - e isso terá consequências enormes na sua vida

SUPERPÔSTER
Evolução ou criação? Orgânicos ou transgênicos? Conheça os maiores duelos do munda da ciência

SUPERRESPOSTAS
Uma viagem por dentro do corpo de um supermaratonista

SUPERRESPOSTAS
Como se produzem frutas fora de época?

QUEM FOI
O general negro do czar
»Informações
Nº de páginas: 79
Tamanho: 32 MB
Formato: pdf

Download:
http://rapidshare.com/files/219881434/Super.Interessante.Abril.2009.dSchulli.pdf
Ler Mais

A História Secreta da Rede Globo

http://4.bp.blogspot.com/_aOGK1gvQrSc/SAi3Jo23vXI/AAAAAAAAAek/uB-y5TpXGZE/s320/livroglobo.jpg

Trata-se de um livro raro, difícil de se achar em livrarias, mas que está disponível gratuitamente na internet. Apresentada pelo jornalista Daniel Heiz, como tese de mestrado à Universidade de Brasília em 1983, ”A História Secreta da Rede Globo” aborda o problema da introdução de tecnologias de comunicação no Brasil. O melhor do livro, porém, é a explicação de como a Globo, que foi construída com capital estrangeiro, chegou ao que é. Com um poder tal, que é capaz de fazer presidentes - desde que eles façam acordos que lhe convém. A Globo , se quiser, pode ainda manipular a Bolsa de Valores, interferir nas ações policiais e em CPIs e ainda fazer bandidos e mocinhos. E é óbvio que suas novelas e certos programas de auditório têm sempre o mesmo objetivo: alienar os jovens e destruir a estrutura familar.

Tamanho: 300KB
Hospedagem: EasyShare/Bitroad

easyshare-copy.jpg bitroad1.jpg


Ler Mais

Acabando a Carreira

Quero deixar esta reflexão a todos que por aqui passsar,"Em tudo sede sóbrios e vigilantes pois ele esta ao nosso derredor buscando a quem possa tragar",sabe queridos o apostolo São Paulo deixou muitas refflexoes, pensamentos para todos nós antes de sua partida para Canãa Celeste, e uma delas que eu particularmente gosto é este:"Combati o Bom Combate Acabei a Carreira e Guardei a Fé"...essa frase "acabei a carreira" revela a sua tão próxima partida .Mas sabe queridos,a coisa anda tão séria que tem muita gente "acabando a carreira" é por aqui mesmo.Vi esta foto e veio esta reflexão ao meu coraçao,VIGIE MOS.
Ler Mais

A Fantástica História de Silvio Santos

O livro-reportagem conta a trajetória do apresentador que construiu um sólido patrimônio nas telecomunicações. De origem humilde, Silvio Santos soube avaliar riscos e tornou-se um bem-sucedido empresário.

Estilo: Bibliografia
Nº de páginas: 99
Tamanho: 266 kb
Formato: Pdf
Idioma: Portugues
Hospedagem: Easyshare/Megaupload

Clique Aqui Para Saber Mais Informações.

Iniciar Download
Ler Mais

"Um grande conjunto de ferramentas para você gerenciar e aprimorar discos rígidos."

O disco rígido — HD (Hard Disk) ou HDD (Hard Disk Drive) — é o dispositivo do computador responsável pelo armazenamento permanente dos dados. É nele que você tem salvado as suas músicas, fotos, sistema operacional, programas e assim por diante. Assim como outras partes do computador, ele também requer cuidados para que o seu bom funcionamento seja preservado por um bom tempo e é nisso que o PC Tools Disk Suite irá lhe ajudar.

Trata-se de um utilitário com uma suíte de ferramentas destinadas ao disco rígido, desde o simples gerenciamento de uma unidade até o aprimoramento desta. Com ele é possível eliminar arquivos inúteis do disco, desfragmentá-lo, realizar backups de dados, gerenciar partições e reparar falhas.

Um ótimo utilitário para a realização da manutenção periódica do disco rígido. Ele oferece as principais ferramentas das que um disco rígido precisa, todas de fácil uso e muito eficientes. Apesar do idioma estrangeiro, facilita bastante o uso aos usuários iniciantes — exceto o gerenciador de partições, que exige conhecimento por parte do usuário.

A partir da janela principal do software, qualquer uma das atividades pode ser realizada com, no máximo, três clique do mouse. É um aplicativo que vale a pena, principalmente para quem preza pelo desempenho do computador, mais especificamente do disco rígido.



Image Hosted by ImageShack.us









Ler Mais


Use Memory Improve Professional automaticamente para acompanhar e resolver suas questões memória. O Windows é capaz de executar muitos programas ao mesmo tempo. Isto é ótimo para os usuários, permitindo a existência de algumas ferramentas que trabalham constantemente em segundo plano e prestar serviços úteis. Memória Melhorar Professional é um desses instrumentos. é um utilitário útil para monitorar e gerenciar memória de sistema. É facilmente indica o estado actual consumo de memória e pode (automaticamente ou manualmente) liberar memória adicional. Além disso, melhora o desempenho do sistema, libertando e defragging memória. Isto diminui carga tempo e melhora o desempenho aplicação.

Principais funcionalidades
# Melhore seu PC \ 's pela segurança libertando desempenho de memória
# Liberar memória manualmente ou automaticamente
# Recuperar memória em poucos minutos
# Defrag memória manualmente ou automaticamente
# Executa inteligente controlo / análise do sistema executando
# Monitor todos os processos em execução no seu PC


Image Hosted by ImageShack.us





Ler Mais

Aline Barros - Deus do Impossivel


# 1. Deus do Impossível
# 2. Cantarei Teu Amor para Sempre
# 3. Para Sempre Te Adorarei
# 4. O Poder do Teu Amor
# 5. Senhor, Não Há Ninguém como Tu
# 6. Guarda a Tua Fé
# 7. O Cordão de Três Dobras
# 8. Família
# 9. Quero Te Louvar
# 10. Bem Mais que Tudo
# 11. Permanecer Criança
# 12. Nossos Planos
# 13. Bom é Ser Criança
# 14. Noite de Paz ( Noite Feliz )


Image Hosted by ImageShack.us






Ler Mais

A ANTROPOLOGIA NO QUADRO DAS CIÊNCIAS

Se busca situar a Antropologia Social no corpo das outras ciências, que elas em geral tocam em dois problemas fundamentais e de perto relacionados. Um deles diz respeito ao fato de que as chamadas ciências naturais estudam fatos simples, eventos que presumivelmente têm causas simples e são facilmente isoláveis. A matéria-prima da ciência natural, portanto, é todo o conjunto de fatos que se repetem e têm uma constância verdadeiramente sistêmica, já que podem ser vistos, isolados e reproduzidos dentro de condições de controle razoáveis. A simplicidade, a sincronia e a repetitividade asseguram um outro elemento fundamental das ciências naturais, qual seja: o fato de que a prova ou o teste de uma dada teoria possa ser feita por dois observadores diferentes, situados em locais diversos e até mesmo com perspectivas opostas.

As chamadas ciências sociais estudam fenômenos complexos, situados em planos de causalidade e determinação complicados. A matéria-prima das ciências sociais, assim, são eventos com determinações complicadas e que podem ocorrer em ambientes diferenciados tendo, por causa disso, a possibilidade de mudar seu significado, de acordo com o autor, as relações existentes num dado momentos e, ainda, com a sua posição numa cadeia de eventos anteriores e posteriores. Os eventos que servem de foco ao cientista social são fatos que não estão mais ocorrendo entre nós ou que não podem ser reproduzidos em condições controladas.

Tudo indica que entre as ciências sociais e as ciências naturais temos uma relação invertida. Nas ciências naturais existem problemas formidáveis no que diz respeito à aplicação e até mesmo na divulgação destes estudos. No caso do cientista social, as condições de percepção, classificação e interpretação são complexos, mas os resultados em geral não têm consequências na mesma proporção da ciência natural. São poucas as teorias sociais que acabaram tornando-se credos ideológicos. As chamadas teorias sociais são racionalizações ou perspectivas mais acuradas para problemas que percebemos. Os fatos que formam a matéria-prima das ciências sociais são, pois, fenômenos complexos, geralmente impossíveis de serem reproduzidos, embora possam ser observados. Podemos observar funerais, aniversários, rituais de iniciação, proclamações de leis, mas, além de não poder reproduzir tais eventos, temos de enfrentar a nossa própria posição, história biográfica, educação, interesses e preconceitos. O processo de acumulação que tipifica o processo científico é algo lento em todos os ramos do conhecimento, mas muito mais lento nas chamadas ciências do homem.

Mas de todas as diferenças, a mais fundamental é a seguinte: nas ciências sociais trabalhamos com fenômenos que estão bem perto de nós, pois pretendemos estudar eventos humanos que nos pertencem integralmente. Os homens não se separam por meio de espécies, mas pela organização de suas experiências, por sua história e pelo modo com que classificam sua realidades internas e externas. Apesar das diferenças e por causa delas, nós sempre nos reconhecemos nos outros, e a distância passa a ser o elemento fundamental na percepção da igualdade entre os homens. Um exemplo é o caso dos nomes, no qual é uma forma de sistema de diferenciação entre os grupos e indivíduos. A história da Antropologia social é a história de como esses diferentes sistemas foram percebidos e interpretados como formas alternativas - soluções e escolhas - para problemas comuns colocados pelo viver numa sociedade de homens.

No caso das ciências sociais o objeto é muito mais que isso, ele tem também o seu centro, o seu ponto de vista e as suas interpretações que, a qualquer momento, podem competir e colocar de quarentena as nossas mais elaboradas explanações. A raiz das diferenças entre ciências naturais e ciências sociais fica localizada, portanto, no fato de que a natureza não pode falar diretamente com o investigador. Sabemos que a disciplina tem pelo menos três esferas de interesse claramente definidas e distintas. Uma delas é o estudo do homem enquanto ser biológico, dotado de um aparato físico e uma carga genética. Esse é o domínio ou o campo da chamada Antropologia Biológica. O especialista em Antropologia biológica dedica-se à análise das diferenciações humanas utilizando esquemas estatísticos, dando muito mais atenção ao estudo das sociedade de primatas superiores, à especulação sobre a evolução biológica do homem, ou está dedicado ao entendimento que permitam explicar diferenciações de populações e não mais de raças.

A segunda esfera de trabalho da Antropologia em geral diz respeito ao estudo do homem no tempo, através de monumentos, restos de moradas, documentos, armas, obras de arte e realizações técnicas que foi deixando no seu caminho. Essa esfera de trabalho antropológico é conhecida como Arqueologia. A arqueologia é uma Antropologia social, só que está debruçada em cima de estudos de um sistema de ação social já desaparecido. O arqueólogo estuda esses resíduos deixados por uma sociedade, depois que seus membros pereceram. E sua tarefa é a de reconstruir o sistema agora que ele somente existe por meio de algumas de suas cristalizações. O arqueólogo trabalha por meio de especulações e deduções, numa base comparativa, balizando sistematicamente seus achados do passado com o conhecimento obtido pelo conhecimento contemporâneo de sociedades com aquele mesmo grau de complexidade social.

Os valores sociais têm sido chamados de cultura. A esfera da Antropologia cultural é o plano complexo segundo o qual a cultura não é somente uma resposta específica. A antropologia social, ou Etnologia, permite descobrir a dimensão da cultura e da sociedade, destacando os seguintes planos: Um plano instrumental e um plano cultural ou social. O plano instrumental é um plano das coisas feitas ou dadas e a sua concepção e importância está muito ligada à perspectiva segundo a qual o homem foi feito aos poucos: o primeiro plano físico, depois o plano social.

No plano cultural, a Etnologia e Antropologia cultural permitem tomar conhecimento, o mundo humano forma-se dentro de um ritmo dialético com a natureza. Foi respondendo à natureza que o homem modificou-se e assim inventou um plano, reformulando a própria natureza. Vê-se que a resposta cultural é muito diferente da instrumental. Ela permite a superação da necessidade e também o estabelecimento de uma diferenciação por causa mesmo da necessidade.

Temos em Antropologia pelo menos três planos de consciência. Pode-se incluir um quarto plano, o mais fundamental de todos. Refere-se ao plano da lingüística, do estudo da língua, esfera de consciência absolutamente básico na transmissão. O estudo da Antropologia biológica situa a questão de uma consciência física no estudo do homem. No plano da consciência que faz parte da Antropologia biológica, especulamos sobre mudanças intrínsecas do corpo e cérebro humanos. A Antropologia biológica nos coloca diante dos espaços primordiais, dos gestos decisivos, do tempo que corre numa escala fria, lenta, infinita.

O estudo da Antropologia Cultural e/ou Social abre as portas de realidade diversas. A Arqueologia nos remete ao mundo de um tempo onde os acontecimentos passam a ser decisivos não mais em escala da espécie humana como uma totalidade, mas como elementos que permitem diferenciar civilizações, sistemas produtivos e regimes políticos específicos. De fato, na medida em que se deixa o tempo biológico e penetra-se no tempo arqueológico, começo a vislumbrar a sociedade e a cultura.

As diferenças entre as Antropologias e a Antropologia Social dizem respeito fundamentalmente à descoberta do social como um plano dotado de realidade, regras e de uma dinâmica própria. Fatores biológicos e fatores naturais são utilizados muitas vezes como sinônimos, designando o mundo natural como uma realidade separada e, às vezes, em oposição à chamada realidade humana ou social. Numa palavra, o homem está em oposição à natureza numa atitude que não é nada contemplativa, mas ativa. Ela visa o seu domínio e controle, o seu comando. O problema sociológico nunca será resolvido adequadamente pela visão utilitarista da cultura, mas de uma posição onde a consciência terá que ser discutida e levada em consideração.

Como quarto ponto, temos que a visão do social ancorada no biologismo ou no naturalismo, e atualizada na Antropologia moderna, ou visão instrumentalista, utilitarista ou evolucionista da cultura, reduz as diferenças sociais a respostas culturais, deixando de inquirir sobre a diversidade humana. Podemos dizer que o biológico diz respeito ao interno, ao que não é controlado pela consciência e pelas regras inventadas. O social é o oposto. A ação social é toda a ação que não pode ser adequadamente explicada em termos de fatores de hereditariedade e do ambiente não-humano. O social é tudo aquilo que independe da natureza interna ou externa, sendo mais adequadamente tratados quando são estudados uns em relação aos outros. O social não decorre de um impulso natural, nem de uma resposta a um estímulo externo, nem de reação à condição básica de que os homens têm uma existência individual.

Existe uma visão muito importante no que diz respeito as diferenças entre a sociedade e a cultura. Sem uma tradição (ou seja, todo o processo que passa de uma geração à outra, permitindo que se possa diferenciar uma comunidade da outra), uma coletividade pode viver ordenadamente, mas não tem consciência do seu estilo de vida. E ter consciência é poder ser socializado, isto é, é se situar diante de uma lógica de inclusões necessárias e exclusões fundamentais. A consciência de regras é uma forma de presença social. Como conseqüência disto, a tradição viva e a consciência social subtendem responsabilidade. Uma tradição viva é um conjunto de escolhas que necessariamente excluem formas de realizar tarefas e de classificar o mundo.

Ter tradição significa vivenciar as regras de modo consciente, colocando-as dentro de uma forma qualquer de temporalidade. A tradição torna as regras passíveis de serem vivenciadas, abrigadas e possuídas pelo grupo que as inventou e adotou. Sociedades sem tradição são sistemas coletivos sem cultura.

Podemos dizer que sociedades sem cultura apenas acontecem no caso dos "animais sociais". Pode haver cultura sem sociedade, mas não uma sociedade sem cultura. Sociedade e cultura, o primeiro indica conjuntos de ações padronizadas; o segundo expressa valores e ideologias que fazem parte da outra ponta da realidade social ( a cultura ). Uma se reflete na outra, mas nunca uma pode reproduzir a outra. A cultura trabalha sempre com formas puras que se ajustam ou não à sua reprodução concreta no mundo da sociedade.

A perspectiva da realidade humana a partir da noção de sociedade remete inevitavelmente a uma orientação sincrônica, integrada, sistêmica e concreta de pessoas, grupos, papéis e ações sociais que são muitas vezes vistos como um organismo.
Ler Mais